Bibliotecário x arquivista?

26/01/2015 08:02

Por Silvana Rosental

 

Com o advento das novas tecnologias e a rapidez das informações, o mundo pede profissionais que saibam especificamente da sua área, mas que também sejam generalistas, tenham o chamado “jogo de cintura” – aqueles que sabem fazer a sua parte, mas que também ampliam seus horizontes e que possam crescer em outras vertentes e ramificações da profissão ou, ainda, crescer na própria profissão, podendo gerenciar todos do contexto ao seu redor. Isto acontece em todas as áreas e, é claro, na biblioteconomia, pois o profissional tem que ter a sua técnica e saber trocar informações, verificando as semelhanças de cada profissão e cargo. Por exemplo, muitos acham que um documentalista é um arquivista mas não é um bibliotecário, outros acham que um arquivista é um documentalista e também um auxiliar de biblioteca... e por aí vai. Mas é claro que você sabe para qual profissão estudou e quais as suas competências e que a sua função é atribuída aos documentos associando-a ao uso. Porém, se inquirirem a respeito, saberá facilmente relatar quem é quem?

 

Que tal dizer que tudo depende dos acervos (quais materiais são coletadoss e organizados no local) e das instituições (especialidade a que se destina o acervo) em que estão inseridos os profissionais?

 

O importante é lembrar que documento e informação andam lado a lado e se complementam, além de sabermos que, obviamente, de alguma forma e, o mais organizadamente possível foram registrados e guardados (até em nuvens!!!) e, é claro, que você é um profissional competente, antenado nas novidades do mercado e que se completa com os demais profissionais existentes na instituição que trabalha.

 

Ficou mais claro para explicar ou para você mesmo(a)? Então, uma iluminada semana, um ótimo trabalho, com muita sinergia e sintonia com os demais companheiros!

 

(Publicado em 21/01/2015 em http://e.allin.verticebooks.com.br/preview_htm.php?id_cmp=2187722&idem=10059&iu=3123&atmem=dWRpYW5vQGdtYWlsLmNvbQ==#)