O Bibliotecário e o Mercado de Trabalho

16/08/2013 13:40

O Bibliotecário e o Mercado de Trabalho

Por Cátia Cristina Souza - Bibliotecária CRB 8/7209

 

O atual formato da sociedade da informação permite que as áreas do conhecimento estejam ligadas pela interdisciplinaridade promovendo novas atividades e estruturas nas profissões. No mercado de trabalho, muitas atividades surgem, outras são remodeladas, existem ainda, aquelas que passam a ser desenvolvidas por outras profissões.

Dentro da área de biblioteconomia é notável, mesmo que, por meio de observações empíricas, que o universo de atuação de bibliotecário no mercado de trabalho ainda é desconhecido não apenas por estudantes da área, mas também pelos profissionais que não conseguem identificar suas habilidades e a capacidade de atuar no leque profissional existente para o bibliotecário.

Ao analisarmos a essência do trabalho bibliotecário é possível observar que nasceu junto com as primeiras bibliotecas organizadas pela nobreza e pelo clero sem nenhuma formação teórica ligada à biblioteconomia, diferente do que acontece hoje; o currículo de biblioteconomia é interdisciplinar, ou seja, abrange diversas áreas do conhecimento. Diante disso, é possível perceber a amplitude do espaço de atuação do bibliotecário que, infelizmente, tem sido dificultada tanto pelo desconhecimento dos próprios profissionais da área como pela sociedade.

Partindo do princípio de que o foco de atuação do bibliotecário é o tratamento e disseminação da informação, conclui-se que esse profissional pode atuar em qualquer instituição que tenha como insumo a informação, ainda mais, nos dias atuais onde a informação tem sido valorizada exigindo profissionais aptos e habilidosos para lidar com ela.

O mercado tradicional de biblioteconomia é formado por bibliotecas, centros culturais e arquivos. Existe, porém um mercado informacional ainda pouco ocupado pelos profissionais que inclui livrarias, editoras, provedores de internet, empresas privadas, bancos e bases de dados. Esse mercado é caracterizado pela sua imensidão e rápido crescimento, porém, todos que desejarem atuar nessa vertente devem desenvolver habilidades e buscar conhecimentos em outras áreas, tais como computação, comunicação, linguística entre outros. Independente da área de atuação do bibliotecário é fato que este deve desenvolver funções técnicas e administrativas conjuntamente e, por esse motivo, deve possuir conhecimentos do contexto geral utilizado em seu local de trabalho.

O mercado de trabalho está no ápice da competitividade. O fator humano é valorizado no processo produtivo ao transformar o conhecimento e a informação em capital, o bibliotecário possui base teórica para preencher essa lacuna, transformar as oportunidades em realidade é o maior desafio deste profissional.

 

Fonte - Boletim SAB, n. 26. Disponível em <http://e.verticebooks.com.br/preview_htm.php?id_cmp=1323085&idem=2144&iu=3123&atmem=YmlibGlvdGVjYUBhZHZlbnRpc3RhLmVkdS5icg&goback=.gde_2672475_member_266149088#!>. Acesso em 16/08/2013.